sábado, 28 de fevereiro de 2015

Resultado do 1º Esteio da Poesia Gaúha,

1º Esteio da Poesia Gaúha, realizado nesta sexta, dia 27, em Esteio. Organização impecável e exemplo para a nossa Tertúlia da Poesia. 

Confira o resultado final: 

Melhor Poesia
1º lugar – Relicário, de Marcelo Domingues Dávila
2º lugar - Em Nome do Pai, de José Luiz Flores Moró 
3º lugar - Três Rosas e um Cabaré, de Joseti Gomes

Melhor apresentação em palco
Três Rosas e um Cabaré, de Joseti Gomes

Melhor Declamador
1º lugar – Silvana Andrade (É Bem Assim lá no Campo, de Jadir Oliveira)
2º lugar – Pedro Júnior da Fontoura (O Outro do Espelho, de Guilherme Suman)
3º lugar – Kayke Mello (A Maldição de Frederico, de José Mauro Ribeiro Nardes)

Melhor Amadrinhador
1º lugar – Valdir Verona (Três Rosas e um Cabaré)
2º lugar – Zulmar Benitez e Fabricio Vargas (A Maldição do Frederico)
3º lugar – Jair Silveira (A dor da Perda, de Maximiliano Alves de Moraes)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

CPI 'indicia' prefeito de Viamão e presidente do MTG

cpi mtg viamão

Uma CPI aberta pela Câmara de Viamão para investigar suspostas irregularidades na prestação de contas da edição de 2014 da Festa Campeira do Rio Grande do Sul (Fecars), "indiciou" quatro pessoas, entre elas, o prefeito Valdir Bonatto (PSDB) e o presidente da Fundação Cultural Gaúcha (FGG) e Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Manoelito Savaris. O relatório será lido e votado na sessão desta tarde. Na prática, o "indiciamento" é meramente uma formalidade. Para serem acusados formalmente de qualquer ilegalidade, é preciso que haja denúncia de autoridade competente, como o Ministério Público e Tribunal de Contas. As duas instituições receberão cópia do relatório para a tomada de possíveis providencias.

As supostas irregularidades viraram tema de CPI porque envolvem o uso de verbas públicas: a prefeitura repassou ao MTG R$ 150 mil. De acordo com a investigação, houve suposto superfaturamento na contratação de chuveiros e banheiros químicos e problemas com o "restaurante" escolhido, sem licitação, para fornecer as refeições: a sede da empresa funciona num terreno onde existe apenas um prédio demolido, na praia de Oásis Sul, em Tramandaí. Além disso, o registro da firma estaria "baixado" na Receita Federal. Isso demonstra, de acordo com o relatório, "lavagem de dinheiro público".

Outra constatação da CPI: Manoelito Savaris é sócio da TV Tradição, que recebeu R$ 12.936,00 para transmitir a Fecars, via web. A emissora foi a primeira a receber os pagamentos, de acordo com os vereadores, enquanto que o pecuarista que alugou o gado e a empresa que prestou serviços de segurança ainda não embolsaram os R$ 69 mil pelos serviços prestados. Assim, a comissão concluiu que "o beneficiário do dinheiro público era o próprio agente conveniado".

O prefeito de Viamão se defende e diz que não tem responsabilidade sobre a organização da Fecars. Diz que realizou sindicância que confirmou o não pagamento, pelo MTG, aos fornecedores do gado e de serviços de segurança, bem como supostas irregularidades na prestação de contas. Valdir Bonatto disse ainda que o MTG foi declarado inadimplente perante ao município e que encaminhou toda a documentação ao Ministério Público. Por meio da assessoria de imprensa, o presidente do MTG disse que só vai se manifestar após ser notificado das conclusões da CPI. José Alfredo Tessmann, diretor da TV Tradição, disse que os sócios da emissora nunca conseguiram obter lucro com a TV Tradição, que seria "deficitária". "De três em três meses, nós colocamos dinheiro (na emissora). Então, trata-se de uma injustiça essa conclusão", afirma Tessmann.

Fonte: http://g1.globo.com/

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Qual a diferença das madeiras nos instrumentos musicais?


Para a maioria dos músicos, há um grande mistério (e também muitos mitos) sobre as madeiras utilizadas nos instrumentos musicais, sua durabilidade, suas características de corpo e de som. A Timbres considera importante os músicos conhecerem seus instrumentos para sempre ter o ideal em mãos, que atenda sua necessidade sonora.

Antes de tudo, adiantamos que o som do instrumento é feito, além da madeira, pela qualidade das cordas e dos captadores (no caso da guitarra), pela qualidade dos metais e das peles (no caso da bateria) e etc.

A madeira é o componente necessariamente responsável por: 1. A primeira “equalização” de frequências emitidas pela pele ou pela corda vibrante; 2. O tempo de “abertura” do som do instrumento; 3. A durabilidade do instrumento.

Filtração de frequências e timbragem

A filtração de frequências ocorre tanto na escala de um instrumento de corda a partir da vibração da corda quanto no corpo da bateria com a vibração da pele. As frequências serão filtradas de acordo com a “resinosidade” da madeira – que realçará algumas frequências pelo corte de outras.

Madeiras mais resinosas filtram mais as frequências agudas, deixando graves mais brilhosos. Costumam não aceitar o acabamento, deixando seus poros expostos. Exemplos são o Ébano e o Jacarandá-da-Bahia.
Escala em jacarandá

Já as madeiras menos resinosas, devido à sua rigidez e inflexibilidade, filtram mais os graves, abrilhantando as frequências agudas. As mais comuns são o Pau-Marfim e o Hard Maple.

Abertura do som e densidade
Quando tratamos do tampo dos instrumentos de corda, “abertura do som” é o tempo de resposta entre a emissão da frequência e a vibração do tampo. O que conta especificamente aqui é a densidade da madeira. Variando entre 0,35 e 0,45 g/cm³, quanto menor a densidade, mais rápida é a abertura do som do instrumento – em compensação, maior a fragilidade do tampo. As madeiras mais comuns para tampo são:
Abeto Alemão – Densidade média 0,45 g/cm³
Abeto Siltika - Densidade média 0,40g/cm³
Marupá - Densidade média 0,40g/cm³
Abeto Engelmann - Densidade média 0,38g/cm³
Cedro Vermelho - Densidade média 0,35g/cm³
Tampo do violino em abeto alemão

Lembrando que densidade não é critério de timbre do instrumento! Esse é um mito bastante comum na luthieria.

Resistência e durabilidade
Para as madeiras que tratam necessariamente da caixa, fundo, laterais e braço do instrumento, é preciso uma densidade um tanto maior do que as reparadas no tampo. A densidade do corpo do instrumento estará relacionada à projeção e sustentação do som.

As madeiras mais densas possuem mais resistência e mais sustentação – porém menos projeção, que deverá se compensada com um corpo largo para o som ser intenso. Dentre essas, encontramos a linha“rosewood” (Jacarandá da Bahia, Jacarandá Indiano), o Pau Ferro e o Pau Marfim. As madeiras com menores densidades e maior projeção são o Acero, muito comum na fabricação de fundos de violinos; aImbuia; e o tão conhecido Mogno. O mogno possui pouca densidade, mas um entrelaçamento firme na madeira que confere peso e estabilidade incomum ao instrumento, garantindo uma boa projeção e sustain, sendo assim a madeira mais procurada para o corpo dos instrumentos, e por isso, ameaçada de extinção.
Guitarra em mogno

A densidade das madeiras listadas acima:
Jacarandá da Bahia – Densidade média 0,87g/cm³
Jacarandá Indiano – Densidade média 0,85g/cm³
Pau Ferro – Densidade média 0,88g/cm³
Pau Marfim - Densidade média 0,84g/cm³
Acero - Densidade média 0,65g/cm³
Imbuia - Densidade média 0,65g/cm³
Mogno - Densidade média 0,50g/cm³

Ainda que existam madeiras mais resistentes que outras, como disse o luthier Marcos Nogueira, “um instrumento foi feito para durar 500 anos”.

Fonte: https://www.timbres.com.br

1º Disco de Ouro da Música Nativista

Este retrato registra o momento em que JOSÉ CLÁUDIO MACHADO, LUIZ MARENCO e EU recebíamos do diretor geral e artístico ALLEX HOHENBERGGER da Gravadora USADISCOS o primeiro DISCO DE OURO da música campeira do Estado do Rio Grande do Sul CD DE BOTA E BOMBACHA no ano de 2002 na VITRINE GAÚCHA fato este que nos encheu de orgulho e satisfação porque é o resultado da dedicação de uma geração de intérpretes e músicos de primeira grandeza. 
Colaboraram com este trabalho os amigos músicos MARCELLO CAMINHA (Direção musical, arranjos, Violões e Guitarron), EDILBERTO BERGAMO (Gaita Botoneira) e JOÃO MARCOS “NEGRINHO” MARTINS (Baixo Acústico e Mixagem) Técnicos de Gravação VICTOR HUGO DUARTE e CRISTIANO QUEVEDO, Estúdio LUVI Pelotas RS. Masterização MARCOS ABREU, Programação Visual JULIO RIVATTO, Fotos LUIZ ÁVILA, 
Texto de apresentação GUJO TEIXEIRA. Por essas e outras eu gostaria de agradecer a todos os envolvidos e toda essa gauchada amiga sabida e popular que por incondicional escolha pessoal ajudou a tornar clássico este acontecimento para todo o sempre.

Fonte: Mauro Moraes 

X ENCONTRO DE ESCRITORES DO MERCOSUL

X ENCONTRO DE ESCRITORES DO MERCOSUL, VII Congresso Internacional de Educação Intercultural e Literatura Contemporânea, IV Encontro de Produtores Culturais do MERCOSUL e 42ª Feira do Livro, que serão realizados em Santa Maria, RS, Brasil – de 7 a 10 de maio de 2015.

Hoje acompanhando a Comitiva de Santa Maria: composta por Mosar da Costa - Presidente do CILAN; Ony Lacerda da SIlva - Chefe de Gabinete do Prefeito Cesar Schirmer; Carmem Pacheco - Secretaria Adjunta da Secretaria de Habitação e Ari Clave, do Gabinete do Prefeito.

Pela manhã, visita ao Consulado do Uruguai, com a Consul Geral no RS, Drª Karla D. Beszkidnyak.

A tarde visita a UVB - União dos Vereadores do Brasil, com o Presidente Gilson Conzatti.
Encerrando o ciclo reunião no IGTF, com o Presidente Vinícius Brum e com o Presidente do MTG, Manoelito Carlos Savaris e sua esposa Odila Paese Savaris, com a participação do Rogério Bastos editor do Jornal Eco da Tradição e Coordenador da 40ª RT.

Regulamento do Sinuelo da Canção de São Sepé - 14º Aparte

 Clic na imagem para ampliar.

Morre o Garanhão Macanudo do Itapororó


A Raça Crioula perde um Grande Cavalo…

Por duas vezes entre os Melhores na Expointer, Macanudo, Garanhão chefe da Estância Vendramin, deixa como um carimbo em nossa manada toda a sua Nobreza, equilíbrio, funcionalidade, seriedade e beleza !
Animais com excelente temperamento, que a partir do momento em que Confiam na gente … fazem totalmente parte do trabalho, do passeio, da Prova ou da lida que tivermos !! 
Mas a maior virtude que sempre nos ensinou foi Garra e Vontade de VIVER !

Obrigado Macanudo 
Seguiremos contando a tua História! 
Esteja com Deus Amigo…

(Texto Alvaro Dumoncel)

Nova Prata - 22º Rodeio Crioulo do Prata


Ernesto Montiel em Libres


OFICINA DE DECLAMAÇÃO CTG Sinuelo Da Amizade.

OFICINA DE DECLAMAÇÃO
Declamar: V.T. Ato de recitar em voz alta, com entoação e gestos próprios.
Falar em tom solene, discursar.
Deixar o corpo e a mente transitar livremente dentro de um poema!

FLORÊNCIO
Vaine Darde

Florêncio de Aguiar
um moço de fina estampa,
Dom quixote de la Pampa
lá das bandas do Imbaá,
passava a noite no campo
a prosear com as ovelhas
enquanto contava estrelas
no meio dos pirilampos.
E porque “pensava pouco
e não tinha serventia,”
Florêncio era só poesia
Mas diziam que era louco.
Em seu mágico delírio,
sem ligar para os afrontes,
bebia o licor da noite
na taça frágil dos lírios.
Nas madrugadas de lua
se acampava na coxilha
delirando maravilhas
da geografia chirua;
qual se ouvisse o lamento
da brisa das causuarinas,
nessa visão que alucina
e acende luzes por dentro...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

1º Esteio da Poesia Gaúcha - Está chegando

Será nessa sexta feira- dia 27 de Fevereiro o 1º Esteio da Poesia Gaúcha  na cidade de Esteio no Centro de Convenções, com ingressos gratuitos. O Show será por conta de Shana Muller e grupo e será apresentado após a apresentação das concorrentes.
Poetas, declamadores e amadrinhadores de todo estado estarão no Palco do 1º Esteio da Poesia, levando a bela arte da declamação, da interpretação, fazendo com que renasça mais um evento de Poesia no Rio Grande do Sul, e com certeza, ja nasce grande.

Classificadas (em ordem alfabética do título do poema):
A Dor da Perda
Maximiliano Alves de Moraes
Alegrete

A Maldição do Frederico
Francisco Carneiro Neto / José Mauro Ribeiro Nardes
Entre-Ijuís

Dos Meus Silêncios
Mateus Lampert
Santana do Livramento

É Bem Assim lá no Campo
Jadir Oliveira
Portão

Em Nome do Pai
José Luiz Flores Moró
Farroupilha

O Gato
Luis Lopes de Souza
Passo Fundo

O Outro do Espelho
Guilherme Suman
Porto Alegre

Relicário
Marcelo Domingues Dávila
Santana do Livramento

Romance do Assoviador
Matheus Costa
Dom Pedrito

Três Rosas e um Cabaré
Joseti Gomes
Gravataí

30º Carijo da Canção de Palmeiras das Missões


Fonte: blog Identidade Campeira

domingo, 22 de fevereiro de 2015

E o IV Encontro Cultural e Campeiro do Ctg Porteira Do Rio Gtrande



Resultado da Gineteada.
Fernando Alencastro Cris Nunes-Camaquã-RS.
2º Leonardo Marques- Florianópolis-SC
Rodrigo Silva(Cambara)Cambara do Sul-RS.
Alex Clavijo-Santa Vitoria do Palmar-RS.
Rafael Da Silva Bueno-Vacaria-RS.

Grupo Floreio com CD novo

Um dos mais autênticos grupos da baile do Rio Grande do Sul, Zézinho e o Grupo Floreio, já está finalizando mais um CD - Do Jeito que eu gosto - que traz muita vaneira, xotes, chamamé, milonga e vaneirão, enfim um repertório de alta qualidade, com letras relatando a vida e a lida do dia a dia do homem do campo, além do romantismo do gaúcho campeiro.
Com um estilo bem fandangueiro e Serrano o Grupo vem se destacando pela autenticidade de nunca precisar mudar seu estilo fandangueiro para agradar a todas a  gerações. Tocando bailes pelos quatro cantos do Rio Grande do Sul, bem como Santa Catarina e Paraná, com duas cordeonas num balanço bem compassado, além da base de uma guitarra e um contrabaixo,  bateria e voz solo, sempre priorizando e vocalizando as belas melodias criadas pelos componentes do grupo.
Com equipamentos de ultima geração e profissionais de alta qualidade fazem de seus bailes uma festa familiar e comprometimento com a cultura do Rio Grande do Sul.
Deixo aqui uma pequena amostra desse novo CD num programa gravado na TV UCS de Caxias do Sul.
Entre e assita. 

14° ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA DE CAMPO BOM


14° ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA, 2° ACAMPAMENTINHO DA CANÇÃO GAÚCHA, 37° RODEIO NACIONAL DE CAMPO BOM, 13° BIVAQUE DA POESIA GAÚCHA
Artistas da Música Gaúcha que estarão no Acampamentinho, Bivaque da Poesia, Acampamento da Canção Nativa, e Rodeio Nacional de Campo Bom.

Fonte: Marcos Riegel

Músicas classificadas para o 3º Sapukay Da Canção Nativa de Santana do Livramento

 
01- Quatro lombos, quatro estações
L: Rafael Ferreira / M: Felipe Silveira e Rafael Vieira
(Urubici / SC - Vacaria)

02- As lições das enchentes
L: Armando Vasques / M: Roberto Carvalho
(Uruguaiana)

03- De pampa, rumo e Andejar
L/M : Jari Terres II
(São Gabriel)

04 - Milonga da meia noite
L: Matheus Costa / M: José Augusto Ferreira e Fábio Peralta II
(Dom Pedrito)

05: Volvendo la Verdulera
L/M : Cristiano Viégas Medeiros, Marcelo Paz Carvalho, Antonio Carlos
(Lages/Uruguaiana)

06: Trançador
L: Paulo Ozório Lemes e Giovani Gonzalez / Juliano Moreno
(Santana do Livramento)

07: Adaga
L: Filipe Calvete Corso / M: Arthur Mattos II
(Pelotas/Chapecó)

08: No tinido do laço
L: Paulo Ricardo Costa/ M: Hermes Duran Duran
(Santa Maria/ Rio Grande)

09: Na pintura de uma tela
L: Cândido Borges/ M: Clóvis de Souza
(Santana do Livramento)

10: Na vertente do meu ser
L: Adriano Silva Alves/ M: Maicon Oliveira
(Dom Pedrito/ Lages)

11: Merecimento
L: Rafael Ferreira / M: Zulmar Benitez
(Vacaria / Santa Maria)

12: A lua e o Romanceiro
L: Getulio Santana Silva/ M: Alexson Massagão
(Dom Pedrito)

13: Flor de Cactus
L: Juliano Costa/ M: Kayke Mello
(Julio de Castilhos/ Santa Maria)

14: Vaqueano
L: Edgar Ocaña / M: Gustavo Freitas
(Santana do Livramento)

15: Sobre a tal Solidão
L: Getulio Santana Silva / M: Juliano Moreno
(Dom Pedrito / Livramento)

SUPLENTES:

16: Tua alma meu cantar
L/M: Jeferson Monteiro
(Carazinho)

17: De ouro e Prata
L: Matheus Costa / M: Alexandre Brose
(Dom Pedrito)

Comissão de Triagem: Luiz Cardoso II, Marcelo Davila, Frederico Rangel, Rafael Souza.

CONCORRENTES NO XIX TERRA E COR


O XIX Terra e Cor da Canção Nativa acontece nos dias 27 e 28 de fevereiro, na cidade de Pedro Osório, zona sul do estado.
As músicas classificadas foram conhecidas no último final de semana.
Confira as concorrentes, já na ordem de apresentação:
Sexta-feira – 27/02/2015  -  21h
  
1. Milongaça Bagualona
Ritmo: Milongão
Letra: Juan Daniel Isernhagen/Davi Lovato
Melodia: Juan Daniel Isernhagen /Davi Lovato/Kevin Eser
2. Na Gola do Poncho
Ritmo: Chamamé
Letra: Mario Amaral
Melodia: Felipe Prates
3. Piqueteiro
Ritmo:
Letra: José Carlos Batista de Deus
Melodia: Otávio Severo
4. O Sul Pra Cantar
Ritmo: Valseado
Letra: Marciano Reis
Melodia: Marciano Reis Filho
5. Pelo Ementário Do Amor
Ritmo: Milonga
Letra: Vasco Velleda/Diego Muller
Melodia: Alex Har
6. Querência do Coração  (Local)
Ritmo: Chamamé
Letra: Marco Antônio Xiru Antunes
Melodia: Maicon Paiva/Deivid Damasceno
Sábado - 28/02/2015 -  21h
1. Milonga da Minha Culpa
Ritmo: Milonga
Letra: Marciano Reis
Melodia: Marciano Reis Filho 
2. Quando Canta a Chacareira
Ritmo: Chacarera
Letra: Marco Antônio Gomes Soares
Melodia: Cicero Fontoura
3. Resteva de Sonhos
Ritmo: Milonga
Letra: Belmiro Pereira
Melodia: Cristiano Cesarino
4. Pra Contrapor
Ritmo: Zamba
Letra: Marco Antonio Gomes Soares
Melodia: Cicero Goulart
5. Do Meu Agrado
Ritmo: Chamarra
Letra: Leonardo Borges
Melodia: Cristiano Cesarino
6.Aos Pés da Lua Madrinha  (Local)
Ritmo: Zamba
Letra: Matheus Costa
Melodia: Maicon Paiva/Gabriel Estremera

Fonte: blog Ronda dos Festivais

Encontro Cultural da 1ª RT


quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Músicas classificadas para o XIX Terra & Cor da Canção Nativa de Pedro Osório

ORDEM DAS MÚSICAS

SEXTA FEIRA (27/02):
1ª –MILONGAÇA BAGUALONA - RITMO: MILONGÃO
AUTOR LETRA: JUAN DANIEL ISERWHAGEM E DAVI LOVATO
AUTOR DA MÚSICA: JUAN DANIEL / DAVI LOVATO / KEVIN ESER
CIDADE: B. CAMBORIÚ / SANTA MARIA

2ª – NA GOLA DO PONCHO - RITMO: CHAMAMÉ
AUTOR LETRA: MARIO AMARAL
AUTOR DA MÚSICA: FELIPE PRATES
CIDADE: CAPÃO DA CANOA / POA

3ª – PIQUETEIRO –
AUTOR LETRA: JOSÉ CARLOS BATISTA DE DEUS
AUTOR DA MÚSICA: OTÁVIO SEVERO
CIDADE: PIRATINI / DOM PEDRITO

4ª – O SUL PRA CANTAR - RITMO: VALSEADO
AUTOR LETRA: MARCIANO REIS
AUTOR DA MÚSICA: MARCIANO REIS FILHO
CIDADE: SANTANA DO LIVRAMENTO

5ª – PELO EMENTÁRIO DO AMOR - RITMO: MILONGA
AUTOR LETRA: VASCO VELLEDA / DIEGO MULLER
AUTOR DA MÚSICA: ALEX HAR
CIDADE: CANOAS / SANTANA DO LIVRAMENTO

6ª – QUERÊNCIA DO CORAÇÃO - RITMO: CHAMAMÉ
AUTOR LETRA: MARCO ANTÔNIO XIRU ANTUNES
AUTOR DA MÚSICA: MAICON PAIVA / DEIVID DAMACENO
CIDADE: CERRITO / PELOTAS

SÁBADO (28/02):
1ª – MILONGA DA MINHA CULPA - RITMO: MILONGA
AUTOR LETRA: MARCIANO REIS
AUTOR DA MÚSICA: MARCIANO REIS FILHO
CIDADE: SANTANA DO LIVRAMENTO

2ª – QUANDO CANTA A CHACAREIRA - RITMO: CHACARERA
AUTOR LETRA: MARCO ANTONIO GOMES SOARES
AUTOR DA MÚSICA: CICERO FONTOURA
CIDADE: SANTA MARIA / JAGUARÃO

3ª – RESTEVA DE SONHOS - RITMO: MILONGA
AUTOR LETRA: BELMIRO PEREIRA
AUTOR DA MÚSICA: CRISTIANO CESARINO
CIDADE: SANTANA DO LIVRAMENTO

4ª – PRA CONTRAPOR - RITMO: ZAMBA
AUTOR LETRA: MARCO ANTONIO GOMES SOARES
AUTOR DA MÚSICA: CICERO GOULART
CIDADE: SANTA MARIA / JAGUARÃO

5ª – DO MEU AGRADO - RITMO: CHAMARRA
AUTOR LETRA: LEONARDO BORGES
AUTOR DA MÚSICA: CRISTIANO CESARINO
CIDADE: SANTANA DO LIVRAMENTO

6ª – AOS PÉS DA LUA MADRINHA -RITMO: ZAMBA
AUTOR LETRA: MATHEUS COSTA
AUTOR DA MÚSICA: MAICON PAIVA / GABRIEL EXTREMERA
CIDADE: PEDRO OSÓRIO / DOM PEDRITO

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Edson Vargas & Grupo Galope do Mouro, grava mais um DVD

O palco de shows da 36ª Campereada Internacional de Alegrete recebeu a gravação do segundo DVD do cantor e compositor Edson Vargas na noite deste domingo, 1. Acompanhado do Grupo Galope do Mouro, Edson gravou sucessos como a História dos Passarinhos, do saudoso Gildo de Freitas, e que foi regravada por ele enquanto fazia parte do Grupo Os Mateadores. A composição, que é um hino à natureza, abriu a gravação.

Edson é natural de Alegrete, mas aquerenciou-se em Santiago onde reside há vários anos. Ao lado do Grupo Os Mateadores foram 25 anos de estrada. Em carreira solo e com o Grupo Galope do Mouro, já são 5 anos.

O DVD será finalizado e colocado para venda nos próximos meses, ainda no primeiro semestre do ano, estima Edson.

Foto e Fonte:  Rafael Nemitz http://www.rafaelnemitz.com/